Prefeito

Prefeito:  Fábio Henrique Santana de Carvalho Prefeito: Fábio Henrique Santana de Carvalho

 

Fábio Henrique nasceu na cidade de Simão Dias no interior do estado de Sergipe, em 19 de junho de 1972, na casa onde moravam seus país, na avenida senador Leite Neto, n 469. É filho de Adilson de Carvalho e Maria Joselice Santana, tem quatro irmãos Jason, Taciana, Adilsson Júnior e Vagner. È casado com a jornalista Sílvia Fontes e tem duas filha Bruna e Maria Daniela

Fábio viveu na cidade de Simão Dias até os 13 anos de idade, estudou no colégio Milton Dortas, escola pública estadual, foi ajudante da igreja de Senhora Santana, coroinha, na época comandada pelo monsenhor João Barbosa. Teve uma infância como a de qualquer criança filho de uma família humilde, mais que sempre se dedicou muito a boa educação dos filhos, Sr. Adilson era caminhoneiro e dona Joselice era professora do estado. Mesmo morando em Simão Dias Fábio Henrique vinha constantemente a cidade de Aracaju, principalmente para passar férias na casa de seus avôs paternos, dona Ismênia e Sr. Jason que moravam na rua de Maruim, esquina com Gonçalo Prado.

Aos 13 anos de idade Fábio Henrique acompanhou sua família que se transferiu para a cidade de Aracaju, Sr. Adilson trocou a vida de caminhoneiro pela de comerciante, comprou uma pequena sapataria que depois transformou numa lanchonete na rua José do Prado Franco, no mercado central de Aracaju. Atualmente Sr. Adilson é proprietário de pequena lanchonete dentro do mercado Albano Franco, onde Fábio costuma tomar café da manha, principalmente aos domingos, único dia que o prefeito tem de folga pela manha.

Em Aracaju Fábio estudou no colégio Atheneu sergipense, transferindo-se posteriormente para o colégio Salesiano, onde fez a maior parte dos seus estados e onde aprendeu as maiores lições de sua vida.

Fábio foi seminarista, morou dois anos na cidade de Carpina-PE, onde ficava o seminário do Salesiano no Nordeste, de volta a Aracaju continuo participando dos movimentos vocacionais do salesiano, "Deus tinha outras missões na minha vida, gostaria muito de ter sido Padre, mas tenho convicção que esta não era a vontade de Deus". Disse Fábio.

Além de seminarista Fábio Henrique teve uma passagem destacada pelo salesiano, líder estudantil, Fábio era um verdadeiro coringa na escola, organizava os campeonatos esportivos, participava ativamente nos eventos religiosos e da vida cotidiana da escola.

Terminada sua fase no Salesiano com a conclusão do segundo grau em 1990, Fábio Henrique fez vestibular para Jornalismo na UFS e Direito na Universidade Tiradentes, conseguindo êxito nos dois. "Comecei a fazer os dois cursos de uma só vez, não deu, ficou muito puxado, até por que nesta época já trabalhava no rádio, optei por terminar o curso de Direto pela UNIT, tenho uma frustração de não ter terminado o curso de jornalismo, mais um dia realizo este sonho".

O rádio sempre foi uma paixão de Fábio Henrique, desde garoto ele já dormia ouvindo rádio, gostava na programa da rádio Globo do Rio, principalmente a programação esportiva, para ouvir jogos do clube do coração o Flamengo. Gostava também de ouvir a programação esportiva da Rádio liberdade de Aracaju, a equipe esportiva era comandada por Carlos Magalhães, que mais tarde veio a ser um dos mais importantes na historia deste homem apaixonado pelo radio.

Como radialista seu primeiro trabalho foi como correspondente da rádio Jornal AM nas eleições de 1990, Fábio foi escalado por Paulo Lacerda para acompanhar as eleições na cidade de Aquidabã, "trabalhei duro, tinha que mostrar serviço, era minha chance, ao final fui elogiado pelos comandantes da equipe, Paulo Lacerda e César Cabral". A partir daí Fábio teve a convicção que poderia ser radialista, fez o curso que lhe habilitava a exercer a profissão tornando-se radialista profissional.

Fábio foi aos poucos substituindo Carlos Magalhães na condução do programa Fala Povo, quando das viagens deste, "fui agarrando cada oportunidade que me foi dada, me dediquei bastante, tinha certeza que era minha grande chance".

Em 1996 deixamos a rádio Atalaia AM e fomos para a rádio Jornal de Sergipe. Na rádio Jornal fui diretor geral da emissora até o final de 97. Tivemos passagem também pela Rádio Liberdade AM onde apresentamos os programas "Chamada Geral" e posteriormente o programa carro chefe da emissora "Liberdade Total". Já em janeiro de 1999, para comandar a cobertura do pré-caju e do Carnaval na rádio Atalaia AM, fizemos uma grande cobertura, inovando no rádio sergipano, pois demos o caráter jornalístico a cobertura de um evento festivo, "foi um trabalho inesquecível". Graças ao grande esforça, em assumimos o comando do Programa "Fala Sergipe" o carro chefe da emissora. Nossa estréia, a volta ao rádio jornalismo, foi no dia 05 de abril de 1999.

Uma das grandes alegrias e orgulhos que tenho na vida é o de ser Policial Rodoviário Federal. Em 1993 fiz um concurso público para a PRF, eram mais de cinco mil inscritos, para apenas 40 vagas. Fui aprovado em terceiro lugar no estado de Sergipe, o primeiro colocado foi o colegas Cleones e o segundo foi o colega Neivaldo, fiz 79 pontos o primeiro fez 81 pontos de um total de 100 pontos possíveis. Em 21 de julho de 1994, começamos efetivamente a trabalhar na PRF, meu primeiro serviço no Posto da cidade de São Cristóvão na BR-101-SE, na escala de 12 x 36 noturno, ou seja, trabalhava uma noite para folgar outra, era muito cansativo.

Na Polícia Rodoviária Federal exerci muitas atividades, fui auxiliar de ronda, chefe de ronda, chefe de posto, supervisor do posto da Barreira, Km-04 da BR-235, saída de Aracaju, fui chefe do setor de Ética e Disciplina, ajudamos a implantar a Corregedoria Regional em Sergipe, da qual fui Corregedor Regional por quase cinco anos, ajudamos a implantar também o Núcleo de Comunicação Social, do qual fui chefe por mais de um ano. Trabalhei em todos os postos da PRF de Sergipe, São Cristóvão, Malhada do Bois, Carira, Itabaiana, saída de Aracaju e Cristinápolis, além da sede da PRF.

Minha vida na política de Sergipe ainda é incipiente, disputei minha primeira eleição em 2004 para vereador de Aracaju pelo PDT. Com o número 12345, fui o vereador mais votado da cidade com 6.672 votos, a segunda maior votação da história da cidade, perdendo apenas para Jackson Barreto em 90.

 

Durante os quase três meses de campanha, em Nossa Senhora do Socorro, que teve início no dia 12 de julho de 2008, o ainda candidato a Prefeito Fábio Henrique caminhou, literalmente, por todas as ruas de Socorro. Eram, em média, sete horas de passeata pelas ruas calçadas ou de terra, em dias estiados ou de chuva, cumprimentando as pessoas e entregando a sua proposta de governo. No domingo da eleição, as 10h40, Fábio fez questão de enfrentar a fila para votar e cumprir o seu papel de cidadão, no Colégio Carlos Cunha, no Marcos Freire II.

Em 03 de outubro de 2008, Fábio foi eleito para o cargo de Prefeito em Nossa Senhora do Socorro com a grande votação de 39.227 votos, o que equivale a 62,97% dos votos válidos.  "Vocês não têm idéia do tamanho da responsabilidade que pesa sobre mim, para eu fazer valer toda a confiança depositada por vocês. Tenham certeza que trabalharemos pela manhã, pela tarde e pela noite para conseguirmos cumprir as propostas de campanha" diz Fábio Henrique.

 

Prefeito:Fábio Henrique Santana de Carvalho
Aniversário: 19/06
Gabinete: 2107-7802 / 2107 - 7814          FAX: 2107-7854
Centro Administrativo José do Prado Franco
Rua Antônio Valadão, s/nº CEP: 49.160-000.
E-mail: prefeito@socorro.se.gov.br

 

Enviar por e-mail

Título da notícia

* Para mais de um destinatário separe os e-mails por vírgula

Secretaria de Comunicação Social de Nossa Senhora do Socorro
Telefones: 2107-7210 / 7810, e-mail: comunicacao@socorro.se.gov.br